Sex and the City 2 (2010)

♫ “Oh, I am woman, I am invincible, I am strong!” ♪

Sim, vamos futilizar um pouco o Le Matinée, porque eu faço parte da lista de mulheres que assistiram todos os episódios da série, ama o Mr. Big e compra sapato como se precisasse muito de um par novo a cada mês. E claro, há um certo glamour por dentro…

É muito complicado comentar sobre o filme, tanto este quanto o primeiro, pois há diferenças relevantes entre aqueles que assistiam a série, e os que nunca assistiram. Eu não sei se consigo ver o filme somente como um filme, sem considerar as 6 temporadas que marcaram uma longa história novelística de Carrie, Samantha, Miranda e Charlotte…

Bem verdade, que eu assumo que o primeiro filme é um grande enjoo, demasiado longo e fraco. Mas, apesar disso eu gostei. Porque quem viu a saga amorosa da Carrie, sonhava em poder assistir o casamento dela com o Mr.Big.

Quanto a este segundo filme, eu ouso em dizer que até pra quem não assistiu a série, pode sim ser capaz de gostar. É muito mais engraçado que o primeiro, principalmente por causa da Samantha Jones, claro. O antagonismo dela com o Oriente Médio (ela ganha uma viagem pra Abu Dhabi e leva consigo as 3 amigas de brinde) é o que faz a graça toda do filme, principalmente no final.

Carrie entra numa espécie de crise em seu casamento, e ainda por cima encontra nada mais nada menos do que Aidan, seu romance intenso que tinha ficado pra trás…  Charlotte, graças ao diabo do ombro esquerdo (Samantha) começa a ver a babá de suas filhas com certo receio por causa de seu marido (detalhe que a Babá não usa sutiã o.O). E Miranda, anda muito bem com Steve, superando a traição e até largando o emprego para dedicar mais tempo em família.

E a cena do Karaokê é um momento daqueles super legais de assistir, dá até vontade de chamar as amigas pra fazer uma jan session também =)

Sim, não é aquele puta filme que você sai do cinema enebriada. É só mais um filme medíocre. Mas, permito-me adorá-lo, porque eu adoro a série, e eles conseguem prolongar toda a novela para a 7º arte, e é muito legal ter uma sensação de continuação do que aconteceu com as 4 amigas de Manhattan. E o filme ainda fecha com o clássico da Cindy Lauper, True Colors (crááásico de 1986).

Ainda, devo destacar três pontos bacanas no filme: Um “flashback” de cada uma em versão anos 80, o casamento gay de Stanford e Anthony com Glamour até nas meias, e claro, Liza Minelli no auge da sua velhice dando uma de Beyoncé e fazendo uma perfeita coreografia.

Devo destacar que odiei o clima pop e a trilha sonora do filme. Sei que a idéia é deixar contemporâneo a essência do filme, mas não acho que a trilha sonora combina bem com o filme (com exceção de Cindy Lauper e um clássico “I am Woman” cantado no karaokê). Senti falta daquele solinho legal padrão que tocava em toda vinheta da série.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Sex and the City 2 (2010)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s