Top 10 – Personagens de 2010

É meninada bonita, o ano tá acabando! Decidi como último post, um top 10 que mostrasse os personagens que me cativaram dentre os filmes que foram lançados aqui no Brasil em 2010. Na realidade, este top não trata especificamente dos 10 melhores personagens de 2010, ok? Eu fiz o seguinte: Peguei os 10 filmes que mais gostei (ou seja tem muito gosto pessoal aqui, e não necessariamente são os 10 melhores filmes na minha opnião percebe?) e dentro destes 10 filmes eu destaquei um personagem que foi o mais cativante de uma certa forma. Daí saiu essa lista meio doida que segue abaixo pra vocês. Alguns personagens são de filmes lançados oficialmente em 2009, porém como veio pro Brasil e eu assisti somente esse ano, juntei todos num mesmo pacote. Aliás, só pra constar: o ranking está listado por personagens e não por filme, ok?

Le Matinée! deseja um ótimo ano novo pra todo mundo, pro ano que vem continuarmos com nossos pitacos nos filmes que virão. E tomara que venha muita coisa boa né?

Bjos na têmpora da esquerda amados cinéfilos! \o/

Agora vamos lá:

10 – Bellatrix Lestrange (Helena Bonham-Carter) – Harry Potter e as Relíquias da Morte

“We’re going to have a little chat. Girl to girl”

Tudo bem que ela faz maldades impiedosas em cima de outra personagem que eu adoro. Mas, Bellatrix é foda porque é representada por Heleninha, a atriz fodástica que sabe fazer cara de loouca, psicopata, e arregala os olhos como ninguém. Mesmo com essas características na maioria de seus filmes, ela pode ter um papel somente maligno ou um papel maligno com mescla de engraçado e até amigável (como a Sra Lovett de Sweeney Todd). Não posso ignorar que ela se destaca em todas as cenas que participa no filme.

09 – Zoë Bell (interpretando ela mesma) – A Prova de Morte

“I’m thinking we told your ass to shut the fuck up!”

O filme é de 2007, porém só foi ser lançado no Brasil este ano. Zoe, já foi a dublê de Uma Thurman em Kill Bill, e nos mostra um forte talento neste grindhouse de Tarantino. Infelizmente, falar dela aqui, é expor demais cenas do filme que podem ser consideradas como spoiler. Mas, o que mais gosto do personagem é a forte personalidade e a surpresa que ela nos dá no final. Já fiz resenha do filme aqui.

08 – Tony Shepherd (Heath Ledger) – O Mundo Imaginário do Doutor Parnassus

“Can you put a price on your dreams?”

Heath Ledger quase sempre surpreendia em suas atuações. Com exceção do Coringa, que foi o limite da superação (algo beirando a perfeição sabe?) Mas, neste filme, o que infelizmente não chegou a completá-lo devido a sua morte, ele interpreta Tony um personagem cuja simbologia e mistério é talvez tão grande quanto o próprio filme. Ele é um tanto curioso, e disperta isso em sua primeira cena, pendurado pelo pescoço numa corda do alto de uma ponte.

07 – Bonnie (voz de Emily Hahn) – Toy Story 3

“You want some coffee?”

Que criancinha mais fofa! E olha que eu não sou uma pessoa que sai achando qualquer criança fofa por aí não! Além dela, só a Bu de Monstros S/A… Bonnie encanta tanto quanto a história simbólica e poética por trás da aventura de brinquedos sobrevivendo numa creche. Um das coisas que acho fantástico na Pixar, é a capacidade de estruturar um personagem por completo, seja nos traços, texturas e trejeitos. Essa tarefa não é nada fácil porque você se passa por um inventor quando além de criar o perfil de um personagem você desenvolve totalmente sua fisionomia. E já vi muitos pecarem com personagens mal construídos, talvez não por sua personalidade, mas pelo seu “físico” não dar sintonia com o resto. Mas, a Bonnie não. Bonnie é fofa demais. Pena que essas bochechas não existem.

06 – Natalie Keener (Anna Kendrick) – Amor sem Escalas

“He broke up with me by text message!”

Logo que Natalie abre o notebook e começa a montar um cronograma durante o vôo já me identifiquei com o personagem. Sua personalidade e seu caricato é forte talvez por contrastar demais com a figura individual, fria e aparentemente desencanada de Ryan (George Clooney). Acho Kendrick uma atriz que poderia nos dar bons papéis, se ela conseguisse se desvencilhar da saga Crepúsculo onde atua num papelzinho pra lá de secundário. Aqui, a gente pode vê-la com um pouco mais de foco, e embora ela não se destaque tanto quanto Clooney neste filme, ela é responsável por desenvolver o conceito que se pretende passar em Amor sem Escalas.

05 – Teddy Daniels (Leonardo DiCaprio) – Ilha do Medo

“Baby, I love this because you gave it to me, but it is one fuckin ugly tie.”

Eu não achei o filme tão “melhor do mundo”, mas o clima noir e a névoa de suspense me hipnotiza horrores. E não é de hoje que eu (e a camada corinthiana) vem se pasmando pela capacidade monstruosa de DiCaprio atuar perfeitamente. Como psicótico e nervosinho ele interpreta muitíssimo bem, um agente do FBI enviado para uma Ilha a fim de descobrir um mistério X. Suas expressões representam com nitidez a faceta da angústia, decepção e insanidade. Scorsese traçou um personagem complexo e intrigante. Tem resenha dele também aqui.

04 – Tom Hansen (Joseph Gordon-Levitt) – (500) Dias com Ela

“Nobody loves Ringo Starr.”

Eu acho que Joseph Gordon-Levitt, apesar de um ótimo ator, ele se dá melhor em personagens relativamente cômicos. Fiquei meio sem chão com seu papel em A Origem, mesmo que ele não tenha deixado a desejar. De qualquer forma, aqui neste filme, está o Joseph legal de assistir. Uma figura hilária, capaz de rir da própria desgraça por vezes, e que ouve The Smiths no MP3.

03 – Capitão Nascimento (Wagner Moura) – Tropa de Elite 2

“Essa Julia deve ser muito gostosa para você assumir 100 gramas de maconha na minha frente”

Pode não ser mais capitão, mas o nome ficou. E precisa falar porque de ser um dos melhores personagens? Wagner Moura vai do durão do BOPE ao pai desesperado. Vai da dor ao ódio, da calma ao nervoso extremo. Fantástico. Tem resenha desse filme aqui também.

02 – Columbus (Jesse Eisenberg) – Zumbilândia

“It’s amazing how fast the world can go from bad to total shit storm.”

Um Geek que resolve armar regras básicas de sobrevivência para se manter num mundo infestado de zumbis. Pronto, Fall in Love na certa! Columbus é engraçadíssimo, e apesar da inteligência ele deixa passar muitos gafes por conta de seus sustos. Um deles é a cena The Best com Bill Murray. Como gosto mais dele aqui do que em A Rede Social (embora lá também seu personagem está mais forte e cínico) fica na segunda posição do ranking…

01 – Max Jerry Horowitz (voz de Philip Seymour Hoffman) – Mary And Max

“Do you have a favourite-sounding word? My top-five are ‘ointment,’ ‘bumblebee,’ ‘Vladivostok,’ ‘banana’, and ‘testicle’.”

Mary and Max deve ser a animação mais desanimada que existe. A mais melancólica que já assisti e uma das melhores também. Sua sensibilidade é notável e tudo isso gira em torno de somente dois personagens. Um dele é Max, um senhor de 44 anos que sofre de uma doença, e vive sozinho numa Nova York cinzenta. Sua ingenuidade e incapacidade de fazer coisas normais para nós (como chorar) faz a gente se tocar por ele logo nos primeiros minutos que ele surge na tela. Não dá pra evitar também um sentimento de pena em muitas vezes, mas Max através de suas analogias nos dá lições tão simples e por vezes esquecidas. Tem resenha da animação também aqui.

Anúncios

12 pensamentos sobre “Top 10 – Personagens de 2010

    • Thais: AMO a Helena! tá sempre fantástica nos papeis.

      Jonathan: Concordo, tanto Mary quanto Max tem uma sensibilidade peculiar.

      Gente, desculpem a gafe, mas acabei colocado Tom Hansen no meio sendo que o filme foi lançado no Brasil em 2009. Era pra ter entrado George do Direito de Amar no lugar, hahahahaha

      Bjs

  1. Tirando o Jesse Eisenberg (não vi Zumbilândia) e o Joseph Gordon Levitt (500 Dias Com Ela é de 2009) gostei da seleção. Muito válido colocar o Max em primeiro. Realmente foi um personagem marcante, comovente e muito bem construído nesse magnífico roteiro de Mary e max. Só lembraria também a Mary, o Coronel Nascimento e talvez trocaria a personagem da Helena Bonham Carter em Harry Potter por sua Rainha Vermelha em Alice no País das Maravilhas, ainda que ela esteja excelente em ambos os trabalhos.

    • Oi Alexsandro! Então, aí tem filme até de 2007! ahahaha que foi o A Prova de Morte, lançado no Brasil somente este ano.

      Eu selecionei a Bellatrix invés da Rainha Vermelha, porque peguei os personagens dos 10 filmes que mais gostei deste ano. E Definitivamente Alice no País das Maravilhas não foi um deles =P hehehehehe

      Abs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s