Cinema Paradiso (1988)

“No, Toto. Nobody said it. This time it’s all me. Life isn’t like in the movies. Life… is much harder.”

O que todo mundo que já assistiu o filme diz, é o seguinte: prepare os lenços. Tá bom, peguei minha caixa de lencinhos e fui finalmente assistir este clássico italiano (que inclusive venceu diversos prêmios na época, incluindo o de Melhor Filme de Lingua Estrangeira, no Oscar de 90).

Salvatore  quando garoto (Salvatore Cascio) era coroinha da igreja, e sempre que podia se enfiava no meio do Cinema Paradiso para ver as sessões que o padre costumava assistir antes de todo mundo, a fim de censusar algumas partes, como as com cenas de beijo. Era a década de 40, uma época em que levava muitas pessoas no cinema, sendo a maior diversão daquela cidade da Itália – Giancaldo. No Cinema Paradiso, trabalhava o projecionista Alfredo (Philippe Noiret) responsável por fazer os cortes das cenas “pecaminosas” e Totó (como assim era chamado o pequeno Salvatore) vivia lhe pentelhando por ser fascinado pelo cinema.

Todo o resto da trama, perde a graça se eu ir um pouco mais além. Então vamos aos detalhes gerais…

Totó aparece em três fases da vida. Quando mais velho – (Jacques Perrin De O Pacto dos Lobos), aparece logo no começo por conta de o que vermos no filme ser 90% por conta de suas lembranças, digamos assim. Ele era um grande cineasta, já vivia em Roma, há 30 anos longe da família, e após receber a notícia de que um tal Alfredo morreu, sua feição muda e começa então os flashbacks que dão sentido para o começo. Já quando adolescente, é interpretado pelo jovem Marco Leonardi, sem tantos destaques, mas cumprindo um bom papel. Contudo, certamente o que mais destaca dos 3 Totós é o pequeno Salvatore Cascio. Ele é a primeira figura simpática que encanta o espectador logo de cara. Um sujeitinho espuleta, esperto que busca no Cinema Paradiso o melhor lugar para estar. A Guerra tinha acabado, e seu pai jamais havia voltado da Rússia. Totó então vivia com sua mãe que chorava ou batia no garoto por conta de suas travessuras, e a irmã que não fede nem cheira no filme todo…

O segundo destaque é a figura simpática de Alfredo que apesar de se mostrar bravo e rabugento com Totó fuçando em suas películas, logo é estabelecido uma amizade entre ambos que dá toda a essência da história. Cenas cômicas surgem na primeira metade do filme, jamais parecendo forçado. Acho a Itália mestre em fazer humor com elegância e inteligência, mesmo que por vezes as coisas sejam mais fáceis por conta de uma criança.

Interessante notarmos que o filme nos mostra 3 épocas de vida. Nas duas primeiras, se mantém uma trilha sonora digna de um filme mudo antigo dos anos 40. Uma sensibilidade geniosa eu diria. Só então, na terceira época (o que corresponde aos dias de hoje) a música muda o tom, deixa tudo menos “pianinho Chaplin” e mais melancólica e nostálgica.

E quando o filme está próximo aos 5 minutos finais que antecedem os créditos, a sensação que dá é de uma linda e tocante história. Há momentos de emoção, mas nada daquilo que todo mundo falava. E você nem imagina que em 5 minutos aconteça algo que faça você mudar completamente seu estado. E então, com Totó já de volta a Roma, numa cinzenta década de 80, sem mais a graça nostálgica da década de 40 e 50, um pequeno trecho te derruba da cadeira, dando o inesperado (talvez já esquecido) e aí sim, um final de soluçar. Então não serei a única que dirá o diferente. Logo, prepare os lenços…

Cinema Paradiso é para amantes do cinema. Você chora mais ainda, se ama o cinema como Totó amava. Ver o Cinema Paradiso, a grande casa que transportava sonhos e imagens de uma vida que não a sua, ser demolido para um estacionamento porque as pessoas não iam mais o cinema, corta o coração dos “Totós” que temos em nós.

Anúncios

10 pensamentos sobre “Cinema Paradiso (1988)

  1. Conheci este site há 3 dias, totalmente por acaso, e depois de ler o post “Top 10 – Chororô” escolhi Cinema Paradiso como meu primeiro filme de 2012. Só tenho a agradecer pela indicação e comentários no site. Emocionante é pouco pra descrever.

    Abraços.

  2. Pingback: Especial Top 10 – Chororô! « Le Matinée!

  3. Meu segundo Filme Favorito. Eu definitivamente não consigo escrever sobre ele. Acho que nunca ficarei satisfeito.

    Na parte em que vc cita a cena final quase me fez chorar de novo. É realmente um baque essa cena! rsrs. ]

    E é um filme pra AMANTES mesmo. Eu sempre indico para aqueles que já ”conhecem” cinema. Tenho medo de qualquer um assistir e achar o filme chato ou não entender o poder que o filme tem hehehe

  4. Acabei de assistir, e não consigo parar de chorar.
    Antes de você, esse filme tinha sido recomendado por um amigo, e como foi dito aqui, ele disse que se eu gostava de cinema, tinha que assistir.
    Assiti e amei. jà foi p/ listinha de filmes favoritos.
    Beijos!

  5. O último parágrafo de seu texto carrega toda a carga de emoção que sentimos naquele momento final do filme, Nanah! Sim, Cinema Paradiso é APENAS para os amantes do cinema. Quem quer só “passar o tempo” não deve ver. É uma autêntica obra-prima, onde nós, os amantes do cinema, choramos juntos o fim de uma era. Que tivemos o privilégio de conhecer através das recordações do personagem. E que atuações magistrais, a do garoto e a do Noiret! Tenho este filme aqui em casa, guardado num cofre, junto com outros semelhantes e uma grande caixa de lenços de papel! Bjooo!!

  6. Escreveu de maneira tão apaixonada que chegou a me emocionar, Natalia.
    O final do filme realmente é indescritivel. Só sentia meu sorriso de orelha a orelha hahahaha.
    Ah, não se fazem mais filmes como antigamente. Realmente uma pena. *suspiro :(
    beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s