Namorados para Sempre (2010)

“I didn’t want to be somebody’s husband and I didn’t want to be somebody’s dad, that wasn’t my goal in life. But somehow it was. I work so I can do that.”

Desperta no mínimo uma certa curiosidade quando vemos uma narrativa muito parecida com um documentário, e a frequência nos closes dos dois personagens principais: Cindy (Michelle Williams) e seu marido Dean (Ryan Gosling). A linguagem para comunicar a vida do casal é bastante simples: Cindy é uma enfermeira que parece ser bem sucedida no hospital em que trabalha. Dean, chama atenção com suas mãos sujas de tinta, o cigarro na boca em todo momento, e uma latinha de cerveja na mão. Frankie ( Faith Wladyka) é a fofa filha do casal que nitidamente é mto mais ligada ao pai, até por conta de sua mãe estar muito mais ausente.

No que diz respeito a personalidade de ambos personagens (marido e mulher) também é bastante claro. É demasiado óbvio que Dean, apesar de fazer pequenos serviços e não tomar as rédeas da casa financeiramente, é ainda apaixonado por Cindy, e tenta a seu modo reascender seu casamento. Já para Cindy, Dean é um falido da vida que faz criancisse o dia todo. “você já cresceu, não deve se divertir mais” . Entretanto, os flashbacks nos levam a indagar: não foi essa mesma criancisse de Dean que fez Cindy se apaixonar por ele também, numa época em que deitar na estação de metrô era divertido e excitante?

O filme trabalha com duas linhas de tempo. O hoje, em tons frios e com uma Michelle Williams que já não curte usar sutiã, e o passado, com tons mais quentes, causando indiretamente a sensação de que tudo era mais confortável, do qual conta como ambos se conheceram. Você nota quando é mostrado o presente, por conta dos cabelos ralos de Dean e dos desgrenhados de Cindy, e claro, as brigas invés das brincadeiras e sorrisos principalmente por conta da esposa. O dia a dia do casal é mostrado de uma forma interessante, sendo exposto uma briga completa e uma tentativa de sedução fracassada de Dean.

Os pequenos detalhes, o diretor Derek Cianfrance faz questão de dar uma forma e uma amplitude maior com a câmera. Um destes momentos, é Cindy pegando na mão suja de Dean no carro, e este tirando a mão de baixo.

Smoke Gets in Your Eyes, do The Platters entra em cena, fazendo a música dar sentido a vida real dos dois, e a lição clara que o filme passa é a seguinte: Quando a primeira coisa que um dos conjugues faz no motel, é abrir o frigobar pra ver o que tem pra comer ou beber, ou ainda ir tomar um banho antes, é porque a coisa tá feia..

O filme pode não passar a melhor sensação do mundo quando termina. Pode talvez nem encantar a todos. Mas, fica difícil negar o grande desempenho no papel dos protagonistas e a ligação de ambos de forma convincente, além de toda a linguagem do filme, muito bem contado. É realista e mescla doçuras com amarguras.

Mas, atenção: Eu não indicaria você sair correndo no cinema pra assistir, se isso tiver alguma relação com sua comemoração de Dia dos Namorados… Vá ver Se Beber Não Case parte II, que é mais garantia de sucesso… Afinal, Namorados para Sempre é um drama bem construído e não uma comédia romântica.

Anúncios

19 pensamentos sobre “Namorados para Sempre (2010)

  1. Pingback: Top 10 – Personagens de 2011 « La Matinée!

  2. Como te disse, o filme é intenso, cruel e forte. Mexeu muito comigo, repensei muita coisa, inclusive serve como orientação pra muita gente que se ‘aceita’, acata e se submete a relações já deterioradas…

    Num mundo justo: Ryan Gosling receberia o Oscar de ator, isso mesmo, ele está melhor que Michelle e sua atuação é mais densa que a do vencedor deste ano, Colin Firth.

    Belo texto seu, pois percorre bem o senso desse filme!

    Beijo, sumida!

  3. Só sei que muita gente vai ser enganado com o pôster e principalmente o título desse filme, que é tão, mas tãããão pesado, que até hoje fico angustiado em lembrar das discussões desse casal (sim, eu me envolvo demais com o filme).

    Você citou a música do The Platters, mas pra mim, “You and Me” (a música que ele toca no motelzinho com luz azul) é tão especial que toca até hoje no meu ipod.

    ^^

  4. Concordo, Natalia. “Namorados Para Sempre” está tendo um marketing completamente equivocado, porque é um filme anti-relacionamento, desconstrói qualquer envolvimento afetivo entre duas pessoas e eu achei realista, achei humano, achei sincero, acho esse filme uma das melhores produções do ano passado. Merecia ser mais lembrado pelo Academia além de apenas a excelente atuação de Michelle Williams. Gosling também deveria estar lá. Dois atores em plena ascensão, já provaram que têm talento e ótima química em cena. Filme apaixonante, mas triste e comovente. Blue.

    bjs

    • Concordo que Gosling deveria ter sido lembrado pela academia. Tocante sua interpretação…
      Achei triste e real, enfim, era um retrato que ha mto hollywood nao pintava…

      Bjs

  5. O filme é um drama denso e muito envolvente. Gostei das atuações, é realmente um grande filme. Pena que nem todos vão apreciá-lo da forma que deveria. Concordo com a Amanda. Jogada de marketing mal feita na distribuição do filme.

    Bjos.

  6. hahahaha Pois é, ninguém recomenda esse filme para esse final de semana. Eu gostei um pouco mais que você. Achei excelente. Não só a performance do casal principal, parece ser unânime isso, mas todo o clima melancólico desenvolvido por Ciafrance foi algo impactante pra mim que não esperava muita coisa.

    • Nossa, eu esperava uma comedinha romantica tosquinha que tudo termina em beijo sabe? e de repente veio aquilo, rs. Ou seja, gostei demais! hahahaha
      Mas eu acho que o final poderia ter sido trabalhado melhor. Mesmo terminando da forma que terminou (ate porque se nao fosse essa forma, perderia todo o sentido que o filme passou terminando como terminou).

  7. Pois é, Natalia, mau gosto da distribuição brasileira colocar esse título no filme e lançar no fim de semana dos namorados. Muita gente vai rejeitar o filme pela expectativa errada, quando é uma grande obra. Um dica para não sair muito pra baixo do cinema é ficar até o final dos créditos, que volta a música da frente da loja.

    Quanto a paixão que você questiona, uma vez ouvi alguém definir que os homens casam esperando que as mulheres não mudem nunca, enquanto que as mulheres esperam que os homens mudem. ;)

    • o ó lançar na semana do dia dos namorados ne? mas vc sabe que eu gostei do titulo nacional que deram? apesar de aparentar a primeira impressao uma comedia romantica com esse titulo, é como se realmente qnto namorados, aquele momento do casal durou para sempre… achei filosofico, hahahah. mas deve ter sido sem querer…

      hahahaha super bem definido Amanda! Pelo menos é exatamente isso que o filme mostra!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s