Histórias Cruzadas (2011)

“18 people were killed in Jackson that night. 10 white and 8 black. I don’t think God has color in mind when he sets a tornado loose.”

yy yy2 y0

help1  Década de 60, e o estado de Mississipi vivia numa constante luta pelos direitos civis dos negros, num período tenso da história do qual os negros só obtiam empregos dos quais eles trabalhavam para brancos. Atividades domésticas, jardinagem, enfim. Mas, o cenário aqui é completamente feminino, passando longe então de filmes mais ou menos parecidos que buscam homens heróis na trama. De qualquer forma, em nenhum momento a palavra coragem se passa desapercebida neste longa, dirigido e escrito por Tate Taylor.

Aibileen Clark (Viola Davis) trabalha na casa da Sra Leefolt (Ahna O’Reilly) há muito tempo, onde faz todo o tipo de serviço doméstico e ainda cuida (e cria) a menininha branca Mae Mobley. Sua melhor amiga, Minny Jackson (Octavia Spencer) é também negra e empregada na casa da perversa Hilly Holbrook (Bryce Dallas Howard).

Hilly constantemente juntava as amigas já formadas do colégio para jogos e almoço em sua casa. Quase todas elas já eram casadas, tinham suas empregadas negras, e era a representação clara da esposinha perfeita americana dos anos 60. Exceto Celia Foote (Jessica Chastain) que nunca era convidada para os eventos, visto que era bela e se casou com o Ex de Hilly (e não tinha empregada), e Skeeter Phelan (Emma Stone) que nunca havia namorado até então, e decidiu focar em sua carreira como jornalista.

help2

Após conseguir um emprego no jornal de Jackson, fazendo uma coluna doméstica, Skeeter tem cada vez mais o interesse de ter maior contato com Aibileen, a empregada da Sra. Leefolt, afim de que ela pudesse ajudá-la com as questões da coluna. Além disso, Skeeter ainda tentava entender, porque sua mãe (interpretada por Allison Janney) demitiu a empregada Constantine de sua casa, uma senhora que estava com eles há mais de 20 anos, tendo educado e criado Skeeter.

help3

Inconformada com o preconceito que as empregadas recebiam, e até o fato dos banheiros serem separados, pois acreditavam que os negros tinham doenças contagiosas diferentes o.O, Skeeter quer poder escrever as histórias de todas as empregadas, falando sobre como é trabalhar dessa forma, e os absurdos que acontecem no dia a dia. Ela acaba tendo uma oportunidade grande de escrever um livro, mas ao mesmo tempo, as empregadas tinham medo do que poderiam acontecer com elas, caso descobrissem o autor daquelas histórias. Mas, obviamente acaba rolando, e embora não temos ideia de como tudo vai terminar (se é de forma trágica ou não), a história flui de uma forma bem leve, sem momentos maçantes ou desnecessários para o entendimento da trama. Vale considerar também todo o elenco, em especial Octavia Spencer que levou Oscar e Globo de Ouro como atriz coadjuvante.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Histórias Cruzadas (2011)

  1. Sou apaixonado pela Viola Davis nesse filme, acho inclusive q ela merecia muito mais aquele Oscar q a Meryl Streep, apesar de achar q Histórias Cruzadas e A Dama de Ferro são filmes igualmente medianos.

  2. Gosto muito desse filme, um dos melhores do ano de 2011. Octavia Spencer e Jessica Chastain roubam a cena e o preconceito é tratado sem máscaras, mas também sem drama excessivo.
    Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s